Como fazer para NÃO CAIR em GOLPES financeiros e pirâmides

Você quer aprender um princípio em investimentos, que tem sido pouco falado ultimamente, que tem fácil aplicação e vai te ajudar, não somente a investir melhor, os seus recursos com base no seu perfil, mas também te ajudar a não cair nas armadilhas provocadas por oportunistas e agentes maliciosos?

Então leia este artigo até o final porquê nós vamos falar sobre algo de extrema relevância para as suas finanças pessoais e para os seus investimentos. Falaremos a respeito do tripé dos investimentos.

Você que me acompanha por aqui já sabe que eu tenho 12 anos de experiência no mercado financeiro, em uma das 6 maiores instituições financeiras do planeta e que sou especialista em investimentos.

Ultimamente tem sido cada vez mais fácil chegar para nós a informação de empresas que estão oferecendo “grandes retornos a baixos riscos” e eu tenho sido muito questionado sobre: como eu consigo identificar que essa é realmente uma grande oportunidade ou uma grande cilada?

Aqui fica uma grande questão: Será que realmente é possível, eu ter grandes retornos com baixos riscos nos meus investimentos?

Neste momento, faz todo sentido você entender esse tripé base dos nosso investimentos, para que, com a clareza de como funciona esse tripé, você se torne uma pessoa mais analítica para não cair nas armadilhas.

Quando falamos em tripé dos investimentos, nesses 3 pilares dos investimentos, nós estamos falando de rentabilidade, liquidez e segurança.

Rentabilidade é a diferença que eu espero em troca de aplicar o meu dinheiro naquela modalidade de investimento.

Eu aplico um valor “X” e recebo de volta o valor que eu apliquei mais um juros pelo período em que meu valor permaneceu ali.

Quando falamos em liquidez me refiro ao prazo em que os recursos estão disponíveis em conta, a partir do momento em que é solicitado o resgate. Quanto mais rápido ele entra na conta, maior é a sua liquidez e quanto maior o prazo menor é a liquidez.

Existem investimentos que retornam para conta imediatamente, outros 1, 2 ou 3 dias após a solicitação de resgate e existem outros investimentos que retornam somente 30 dias após a solicitação.

Quando falamos de segurança, estamos falando especificamente, sobre o potencial de a empresa ou “papéis” onde eu investi me dar o retorno combinado ou até mesmo, de garantir o meu dinheiro.

É isso mesmo, a maioria dos investimentos é um empréstimo que você faz para uma empresa ou governo.

Por exemplo, quando você investe no tesouro direto, você está emprestando dinheiro para o governo federal, para que eles movimentem a máquina pública e num período “X” você terá o seu valor mais um juro de volta (ou você pode negociar a qualquer momento recebendo o juro proporcional).

Se você investe em CDB, você está emprestando seu dinheiro para o banco e recebendo um retorno combinado.

Diferente de quando você investe em ações ou em fundos de investimentos, pois no caso das ações você se torna sócio daquela empresa que você comprou ações, então você espera que ela cresça o seu valor de mercado para que o seu capital se multiplique e que a empresa pague bons dividendos para que você ganhe dos dois lados e no caso dos fundos você se torna cotista e recebe pela valorização da cotas.

Este é o tripé, quando falamos de rentabilidade, liquidez e segurança, é sobre isso que estaremos falando.

Entenda que esses 3 elementos não caminham juntos. Isso significa que, caso eu queira ter uma maior rentabilidade nos meus investimentos, eu terei que abrir mão ou da minha segurança ou da minha liquidez.

Vou te falar uma coisa: neste momento em que escrevo este artigo, a taxa SELIC está a 6% a.a, ou seja, os investimentos conservadores estão dando como retorno, algo em torno disso.

Quanto maior é o risco, maior o potencial de retorno, mas também é maior o potencial de perda, caso algo saia diferente do que eu estou programando.

Então, quando alguém me oferece um investimento que está oferecendo um retorno “garantido” muito acima da SELIC, dizendo que tem um risco baixo, algumas coisas podem estar acontecendo: O investimento pode não ter liquidez e eu não esteja sendo informado disso. Talvez seja uma pessoa maliciosa, utilizando técnicas de venda com acionadores mentais que vão induzir a autossabotagem (leia o artigo sobre pílulas mágicas e saiba mais).

Ou ainda, pode ser uma pessoa deslumbrada que está sendo enganada e não se deu conta disso, mas está querendo te vender aquela ideia.

Existem empresas de marketing multinível muito sérias, que fazem um trabalho excepcional, mas também existem muitas pirâmides que se fazem de marketing multinível, atraindo pessoas com a promessa de altos retornos com baixo risco (e pouco trabalho também).

A primeira coisa que eu preciso entender quando essas “oportunidades” aparecem, a primeira coisa que é preciso apurar é: O que faz com que essa empresa sobreviva? Quais produtos ou serviços fazem com que aquela empresa sobreviva?

Nós sabemos que a venda faz parte do negócio. Uma empresa que não vende, não sobrevive. O que a empresa vende, gera mesmo o lucro para sustentar o retorno oferecido?

Assim eu começo a me tornar uma pessoa mais analítica, me torno menos propenso a comprar por impulso e pensar e analisar um pouco mais, com base em dados reais e investir com maturidade, fazer um bom negócio e arregaçar as mangas para trabalhar duro e ir atrás daquela rentabilidade.

Agora, se a dinâmica do negócio é simplesmente você investir “sem risco” com retorno bem maior que a SELIC e você só tem que chamar mais pessoas e esperar, eu sugeriria que você não investisse nessa empresa, por que o risco de você estar ouvindo “o canto da sereia” e estar agindo por impulso num investimento, querendo sim, achando que vai ter o retorno, mas na verdade, você estar entrando em uma arapuca, é muito grande.

Então pensa nisso: Existe um tripé, rentabilidade, liquidez e segurança e esses 3, não caminham juntos. Se eu quero ter maiores retornos, eu tenho que abrir mão ou da minha liquidez, ou da minha segurança.

Quando alguém me oferece um investimento que tem “grande taxa de retorno com baixo risco”, o risco é muito grande de aquele investimento não ser aquilo de fato.

Então tome muito cuidado. Tenha clareza desses 3 pilares e tudo o que fugir disso desconfie, busque mais informações e não compre num primeiro momento para que você não se arrependa depois.

Isso faz sentido para você? Então, pense à respeito, mude a sua postura e viva a vida que você merece.

Aproveite e assista também ao vídeo que fiz sobre este tema e se ainda não se inscreveu no canal, faz isso agora e me ajude a ajudar mais pessoas através desses conteúdos.

Você pode também, compartilhar este artigo em suas redes sociais e pelo WhatsApp com aquelas pessoas queridas que você quer que não caiam nessas armadilhas.

Um grande abraço e até a próxima!

Este site utiliza Cookies para melhorar a sua experiência. Ao clicar em aceitar você concorda com os termos de uso e políticas de privacidade.